A massagem tântrica na internet

Embora tivesse muita vontade de divulgar a Massagem Tântrica pela Internet e redes sociais há alguns anos, até agosto do ano passado, ainda tinha algumas resistências internas.

Nesse 14 anos, sempre trabalhei, e ainda trabalho, por indicações. Diria que, praticamente, 85% das minhas pacientes foram indicadas por outras. Trata-se, portanto, de um formato de trabalho mais reservado, mas que sempre deu super certo.


Realmente trabalhar por indicação poupa muito trabalho do terapeuta no sentido de ter que explicar a massagem, pois as pacientes entram em contato 90% certas de que desejam experimentar a terapia. Não nego que é uma zona de conforto interessante, da qual decidi sair.

Sempre soube que, embora a massagem tântrica crie enorme interesse entre as mulheres, existem sim muitas questões de dificílimo enfrentamento para a imensa maioria.

Começar este trabalho seria como partir do ponto zero. No início estranhei muito, pois, realmente, ainda não tinha me deparado nessa caminhada de 14 anos com algumas situações que passei recentemente, principalmente, no tocante à falta de noção, educação e arrogância de uma pequenina minoria.

Todavia, fazendo um resumo desses 6 meses de trabalho pela Internet e rede social, posso dizer que estou muito feliz pelos resultados.

Coloquei meu site online há menos de 30 dias e já registro, segundo estatisticas da última semana, cerca de 110 visitantes diferentes por dia, com uma média de 570 vistas de páginas por dia. Isso significa que cada visitante navegou, em média, por mais de 5 páginas, sendo que a primeira página, a de entrada onde estão as explicações, registra o maior número de visitas e tempo de permanência. A segunda página mais visitada é a de "perguntas frequentes". Ali coloquei 24 perguntas e respostas. Colocarei mais algumas este semana. Já estão publicados mais de 85 textos de minha autoria. Ainda falta muitos. Colocarei textos de outras autorias também. Assim que o site se firmar, abrirei espaço para que alguns terepeutas tântricos conhecidos coloquem seus contatos e possam levar o Tantra adiante.

Outro dia recebi mensagem de um terapeuta tântrico de outro Estado elogiando o site, informando que conquistou uma nova paciente que por ele navegou e decidiu experimentar a terapia.

Essa função de levar as mulheres ao Tantra, independente de quem seja o terepeuta, sempre foi um dos meus grandes objetivos e, talvez, consiga atingí-lo.

Vamos em frente!

Por Marcelo (Prem Prabhu)