A fé não elimina a razão, que não elimina e fé

 


Postado em 06 de janeiro de 2019

 

 

 

Ninguém nutre uma fé absoluta. Tem muita gente que acha que nutre, mas, lá no fundo, não nutre. A questão é que, muitas vezes, isso se torna um conflito interno, porque é inerente ao ser humano, em algum momento, querer encontrar alguma razão de ser nas coisas e fazer questionamentos, sejam eles nos campos material ou imaterial. Trata-se de um acontecimento natural, porque somos seres pensantes, racionais e em constantes aprendizados e transformações.

 

 



Aliás fica até estranho crer que Deus nos deu o poder de raciocinar; a razão, para que não a utilizemos em relação a ele. Simplesmente não casa. Quer dizer que o criador criou a criatura com características fortíssimas, que não podem ser usadas? Por favor, não digam isso.

Salvas as raras exceções, religiões e religiosos pregam a fé cega e irracional. E eles usam isso, principalmente, para criar explicações quando aquilo que eles fazem as pessoas acreditarem não acontecem. Alguns, chegam a colocar a culpa nas pessoas, afirmando que elas não têm fé, e elas acreditam nisso e se tornam ainda mais dependentes.

A fé cega que se prega por aí, tem apenas a função de formar grandes rebanhos. Existem interesses de poder, interesses financeiros ou os dois juntos envolvidos nisso tudo, repito, salvas as raras exceções. A questão aqui é que a razão não permite que ninguém seja arrebanhado. Então, quem prega a fé cega, prega a não razão.

Existem coisas que a razão explica e outras que não explica. O amor, por exemplo, que é uma energia divina: tem elementos explicáveis e inexplicáveis. Do contrário, não se falaria tanto nele. Então, apenas não feche os olhos para razão, porque você irá de encontro à sua natureza. E isso não é bom!

Tenha fé sim, pois faz um bem enorme. Mas, não deixe de querer entender o que é possível ser entendido. E muitas coisas podem e precisam ser entendidas, para que fiquemos em paz com as nossas naturezas. A fé pode desafiar a razão para algumas coisas, mas para outras não. Este é o grande lance a ser compreendido, ou seja, a razão não é o oposto da fé. Elas podem conviver muito bem no mesmo ser, porque são capacidades naturais. A fé não elimina a razão e nem a razão elimina a fé.

A primeira fé que precisamos ter e que, mesmo assim, não pode ser cega, é aquela em nós mesmos. Todavia, também somos razão em relação a nós, até porque, se nos cegarmos em relação ao que somos, nos tornaremos Ego puro.

A verdadeira espiritualidade tem muitas coisas que são explicadas pela razão, para as quais não pode ser dito simplesmente que são como são.

Entenda que quando o seu interior pedir razão em relação às coisas da fé, isso não é descrença. Trata-se da sua natureza pedindo respostas. Você poderá encontra-las ou não. E este será seu grande desafio.

 

 


Por Prem Prabhu