AMOR-PRÓPRIO E MASSAGEM TÂNTRICA
Postado em 15 de agosto de 2019

 


Defendo o amor-próprio como princípio, meio e finalidade. A pessoa pode aprender e provar das melhores técnicas e terapias para equilibrar a mente, as energias, o espírito, dentre outras questões. Mas, sem amor-próprio tudo se torna inútil.

Fala-se em autoconhecimento, ampliação da autoconsciência, autoestima, autoconfiança, autoaceitação ou seja lá o que for nesses sentidos. A questão é que, se a nossa escolha não for a de se amar; a de nos permitirmos nos amar, nada disso será possível. Pode ser que a pessoa tenha espasmos, mas nunca será uma constante, porque, sem amor-próprio a vida não se sustenta e o que passa a existir é mera sobrevivência.

A massagem tântrica que ofereço é repleta de amor; um compartilhamento do meu amor-próprio com cada paciente que atendo. É por isso, que a esmagadora maioria termina a sessão se observando mais; sentindo-se mais; sentindo o amor-próprio delas fluirem.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por Mercelo (Prem Prabhu)