CRESCE O NÚMERO DE MULHERES EM BUSCA DE PRAZERES INTENSOS
Postado em 23 de junho de 2019


É cada vez maior o número de mulheres em busca de prazeres intenso fora das relações convencionais, sejam encontros eventuais, namoros, noivados ou casamentos. São mulheres que não querem abrir mão de relações, mas que desejam viver prazeres intensos com pessoas que se dediquem exclusivamente ao prazer delas, com muito afeto e carinho, vale mencionar.

Elas não estão em busca de simples gozos, de prazer por prazer. Querem prazeres profundos, orgasmos intensos, capazes de lhes oferecer, além de grande relaxamento, aumento de autoconfiança, de autoestima, de amor-próprio, ou seja, capazes de estimular suas liberdades, plenitudes e felicidades.

Este movimento das mulheres é natural e muito saudável, diga-se de passagem, pois nota-se que elas estão se priorizando, em vez de ficarem reclamando eternamente dos homens. Vivemos tempos em que se evidencia a liberdade, ou a busca por liberdade, por muitas delas, ainda que seja em minoria, pois o modelo patriarcal e machista perverso que temos em nossa sociedade ainda as reprime sobremaneira. Mas, certamente, tudo será uma questão de tempo, e de pouco tempo. Em breve, aumentará, e muito, o número de mulheres nesta busca.

Vale lembrar que, há poucos anos, seria inimaginável ver o número de mulheres que, atualmente, buscam prazeres intensos como caminho de felicidade e libertação. Por isso, a massagem tântrica, que tem características matriarcais, sensoriais e desrepressoras, vem sendo muito pesquisada e procurada pelas mulheres.

Os homens, por sua vez, não devem reclamar deste movimento das mulheres em busca de prazeres intensos, pois não há nada de errado nisso. Os homens deveriam se atentar ao fato de que os tempos são outros e que devem procurar compreender o prazer feminino sob a ótica da sinestesia, da amorosidade e da dedicação. Os homens devem buscar a compreensão de que fazer sexo não é o que as mulheres desejam e precisam. Elas querem viver o sexo e compartilhar.

Neste site, tem diversos textos sobre o tema. Os homens deveriam pesquisar mais. Fica a dica!

 

 

Por Mercelo (Prem Prabhu)