VIVA E DEIXE VIVER. VAMOS LÁ! VOCÊ CONSEGUE!

Postado em de 22 setembro de 2019

 

 

Pessoas que não deixam as outras viverem suas vidas livremente, exercendo seus livres-arbítrios, possuem características que se repetem. Posso destacar o adormecimento do amor-próprio e os consequentes baixos níveis de autoestima, autoconfiança e autoaceitação, como principais causas.

Na realidade, essas pessoas buscam se preencher com a vida dos outros, porque esse adormecimento do amor-próprio provoca um grande vazio. Mas, como a vida é divina e perfeita, mesmo diante de tantas imperfeições, eu digo que isso tem jeito e está ao alcance de qualquer um.
Portanto, ame-se mais e não busque se preencher da vida dos outros, porque isso, além de fazer mal para você, atrapalha, e muito, as vidas das pessoas.

O amor-próprio te liberta e libertará as pessoas de você. Se todos estiveram neste patamar, viveremos num mundo mais leve, menos chato e menos lesivo.

Comece por parar de querer entender os outros e buscar entender-se com você mesma(o). Quando você começar a viver um caso de amor consigo, estará tão concentrada(o) no seu interior, que não vai mais focar na vida de seus semelhantes. Você passará a viver e deixar que cada um viva sua própria vida.

Além disso, quando você despertar seu amor-próprio, deixará de ser uma pessoa desnecessariamente sobrecarregada. Você passará a ser ímã e não mais repelente.

Reflita, não refute!

 

 

Por Mercelo (Prem Prabhu)