Ciúmes jamais

 

 

Postado em 26 de julho de 2018

 

 

 

O ciúme é um sentimento que nasce nas relações de forma muito traiçoeira, se desenvolve processualmente, até que chega um momento que ganha vida própria e perde-se o controle sobre ele.

No seu nascedouro, no início da relação, o ciúme sempre alimenta o Ego da sua vítima, que não faz a menor questão de expurgá-lo. Ele também alimenta o Ego do(a) seu(ua) dono(a), trazendo sentimento sobre a outra pessoa, que parte do querer ter controle, passa a ser domínio, logo depois se transforma em posse até que, finalmente, vira propriedade.

 

 


 

Por isso que, mesmo sendo alvo de grande repúdio, o ciúme ganha vida em grande parte das relações, porque ele é puro produto do Ego, para sua própria alimentação. Com todo respeito a quem não tenha a mesma opinião, mas eu digo que onde tem Ego sem controle mínimo, o amor não flui.

Ouço muitas mulheres e homens reclamando de ciúmes dos(as) companheiros(as). Mas, numa conversa franca, percebe-se que, lá na frente, no início, eles gostaram dos ciúmes. A questão é que, em todo início de relação, tudo é bonitinho. E a história se repete de geração em geração, porque as pessoas não se atentam aos seus Egos.

A realidade é que, quando se perde o controle sobre o ciúme, além de fazer muito mal a quem sente e quem recebe o sentimento, ele consegue identificar e penetrar facilmente nas falhas de caráter das pessoas. Daí é que ele se desdobra em desrespeito, agressividade e nos mais diversos e graves tipos de violência.

Quando estiver começando uma relação, independentemente do nível, não ache aquela pequena crise se ciúme bonitinha, fofinha. Lembre-se que, até os monstros, foram filhotes muito lindinhos. Não há amor no ciúme. Se alguém tiver ciúme de você, esteja certa de que se trata de um sentimento egoísta, que não quer permitir que você exerça sua liberdade, seu livre-arbítrio, sua completude, sua plenitude e seu amor-próprio.

No início, você não precisa ser radical e deixar a pessoa na primeira pequenina crise. Isso pode acontecer e ser contornado com diálogo suficientemente claro no sentido de deixar bem entendido que não gostou e, principalmente, ter a postura de quem não tolerará ciúmes. Se persistir, controle seu Ego e saia fora! Você é especial e merece alguém que deseje compartilhar apenas amor contigo. Obviamente que, se for um evento importante, grave, forte, nem dê chances. Dê adeus e vá logo na primeira. Você é especial e merece alguém que deseje compartilhar apenas amor contigo.

Ciúme não foi, não é, e nem nunca será prova de amor, paixão, carinho ou preocupação de uma pessoa com a outra. Ciúme não é romântico. Ciúme é sentimento de mão única. A pessoa que o tem está preocupada apenas com sua própria satisfação, em alimentar seu próprio Ego. Repare bem na pessoa ciumenta. Repare a tensão absoluta da outra pessoa durante uma crise de ciúme e o grande relaxamento após suas necessidades serem satisfeitas, ainda que venha uma crise de arrependimento. Repare em você depois que a crise passar. Certamente ela estará bem melhor que você


 

Por Prem Prabhu