Nove benefícios do orgasmo feminino

 

Postado em 06 de dezembro de 2017

 

 

Está mais do que provado: além de prazeroso, o orgasmo tem consequências muito positivas sobre a saúde física e mental das mulheres. Um estudo liderado pela Dra. Jennifer Berman, cofundadora do Centro de Medicina Sexual Feminina da Universidade da Califórnia, elencou 9 efeitos do orgasmo feminino que resultam em um corpo mais saudável, confira:

 


 

1. Ativa a circulação sanguínea: de acordo com a doutora, uma circulação sanguínea mais ativa beneficia a saúde dos tecidos;

 

2. É um tipo de exercício aeróbico: apesar de não poder substituir a academia, o orgasmo é um tipo de exercício cardiovascular. "Os batimentos cardíacos aumentam, a pressão sanguínea e a respiração também, fazendo com que o corpo libere endorfina, o hormônio do bem-estar;

 

3. Melhora o seu humor: além da endorfina, o corpo libera dopamina e ocitocina durante o orgasmo. Todos estes três hormônios causam sensação de prazer, satisfação e disposição, melhorando nosso humor;

 

4. Te ajuda a dormir melhor: o relaxamento proporcionado pelo orgasmo tem efeito sedativo, induzindo a um sono tranquilo;

 

5. Mantém o cérebro saudável: estudos mostram que o cérebro da mulher utiliza muito mais oxigênio que o normal durante o ato sexual. Quanto mais oxigênio recebe, mais saudável e ativo é o cérebro;

 

6. É um analgésico natural: segundo a Dra. Jennifer, as contrações advindas do orgasmo são capazes de desobstruir coágulos sanguíneos, proporcionando alívio para cólicas e dores de cabeça;

 

7. Alivia o stress: além do efeito positivo dos hormônios sobre nosso humor, o ato sexual faz com que nos concentremos em algo prazeroso, proporcionando um intervalo nas preocupações diárias;

 

8. Melhora a pele: o hormônio DHEA (dehydroepiandrosterona), liberado em altas doses durante o ato sexual, faz com que sua pele fique mais saudável;

 

9. Contribui para a saúde emocional: conhecer o próprio corpo e saber como ele reage aos estímulos sexuais aumenta sua confiança. Você não precisa da "aprovação" de ninguém para se reconhecer como uma pessoa sexualmente bem-sucedida.

 

Fonte: Huffinton Post.