O incrível dom de falar o óbvio

Postado em 19 de outubro de 2019

 

Certa vez, uma mulher disse que eu tenho o poder de falar o óbvio nos meus artigos e textos. Foi em tom de reclamação e discordância, é claro. Fiquei feliz com o que ela me disse, porque, para mim, o óbvio é o caminho mais simples, que a imensa maioria não percebe, porque apenas não quer enxergá-lo; porque prefere negá-lo.

Se as soluções que apresento são óbvias para alguém, isso apenas comprova que o meu entendimento, no sentido de que as respostas que precisamos já estão dentro de cada um de nós, está corretíssimo.

O que eu desejo realmente é estimular as soluções óbvias nos meus semelhantes; aquelas que eles já sabem, mas que ainda não criaram consciência sobre elas, negando-as, justamente por serem óbvias e simples.

Quando alguém se irrita quando falo de soluções óbvias, de verdade, eu fico muito feliz, porque estou tocando realmente o interior da pessoa e fazendo com que seu Ego reaja. É legal quando percebemos nossos Egos reagirem. É legal percebermos nossos Egos, porque, percebê-los, é o primeiro passo para controlá-los, minimamente.

Eu acho sim que carrego o incrível dom de falar o óbvio e me orgulho por isso, porque o Tantra, filosofia de vida que me inseri, é pura simplicidade. E tem mais: adoro quando irrito alguém com isso, porque estou estimulando um despertar maravilhoso.

Deixe o óbvio atuar no seu interior! Não negue o óbvio! Não se sinta diminuída, por não ter feito o óbvio, porque isso é seu Ego querendo te complicar. Você pode se conhecer melhor, ou seja, obter autoconhecimento. Mas, mesmo sem desenvolvê-lo bem, mesmo assim, ninguém conhecerá melhor seu interior, do que você mesma. Ninguém sabe melhor as suas respostas do que você mesma.

Imagine que você está acampando e o frio está aumentando. Você tem lenha e uma caixa de fósforos nas mãos, algo simples. Ora, você não pode deixar de acender a fogueira e morrer de frio, porque acha que a maneira certa de se aquecer é com um aquecedor elétrico ou a gas, não é mesmo?

Então, admita o óbvio em você. Admita essa simplicidade. Não negue a si, o seu direito de fazer o óbvio. Complicar não é inteligente. O óbvio é inteligente.

Obviamente, desejo que reflitam. Não refutem de cara!

 

Por Marcelo (Prem Prabhu)