Próstata: uma fonte incrível de prazer

 

Postado em 18 de fevereiro de 2018


 

Muitos homens deixam de viver, livremente, prazeres orgásticos intensos e totalmente diferenciados por puro preconceito e/ou por puro machismo. Sim, estou falando da próstata mesmo, que alguns denominam de "Ponto G" masculino.

 



Aliás, muitas mulheres também carregam esse preconceito e condenam homens que gostam de receber estímulos prostáticos, mesmo que por meio de massagens. É aquela velha história, independentemente do nível, existem preconceitos dos dois lados.

É tanta besteira em torno da próstata; são tantos tabus que, realmente, parece que as pessoas não querem ver as outras tendo prazer. Por isso, existem muitos homens mantendo isso em segredo, não compartilhando as maravilhas desse prazer com suas namoradas, noivas e esposas. Compartilhar com amigos, é algo impossível! Mesmo que entre eles tenha alguém que goste, com certeza apontará o dedo.

A relação do homem com a sua próstata deveria ser mais amorosa, pois ela é uma fonte de prazer incrível, ao mesmo tempo, muito mal explorada, só porque, para acessá-la e estimulá-la, é necessário usar o ânus como caminho. Tal fato, na opinião de pessoas preconceituosas, que desconhecem suas sexualidades, interfere na masculinidade e na virilidade do homem.

Não se trata de uma escolha. Foi a natureza que deu essa incrível possibilidade de prazer ao homem e ele não aproveita, apenas por besteiras. Talvez, se existisse uma cirurgia que criasse um acesso à próstata, que não pelo ânus, o preconceito morresse. Seria esta a solução para os preconceituosos de plantão? Deveríamos chegar a este ponto?

Um homem que gosta de receber estímulos em sua próstata não passará a deixar de gostar de mulher, muito pelo contrário. Isso não tem nada a ver. Não seria por isso que ele faria suas escolhas. Aliás, isso em nada diminui um homem. Muito pelo contrário. Admiro homens que se livram desse tipo de bobeira e vivem prazeres intensos, inclusive e principalmente nas suas relações.

Aliás, eu diria às mulheres para abrirem suas mentes e buscarem diálogos com os homens nesse sentido. É um tema delicado que, se ultrapassado, unirá ainda mais os casais, de uma forma intensa. Trará ainda mais cumplicidade.

Embora o tema esteja sendo bem divulgado na Internet, noto que ainda precisamos evoluir em outros aspectos que vão além do prazer. O preconceito é tanto, que muitos homens ainda se recusam a fazer o exame do toque retal para prevenir o câncer de próstata e outras doenças no local.

Este é o primeiro artigo de uma série que pretendo escrever. Falarei também do lingam (pênis) e da região perineal, pois este tem o viés de abrir as mentes das pessoas. Aliás, a minha vontade de escrever nasceu após um pedido feito por um homem que conversou comigo. Ele afirmou gostar de estímulos na próstata e que, a cada prazer intenso que vive, se sente mais homem, mais masculino.

Por opção, eu não trabalho a massagem tântrica com homens. Mas, no tempo que estudei, tive que aprender. Existem muitos cursos, ministrados por excelentes profissionais do Tantra, que as mulheres e os homens podem fazer. Paradigmas existem para serem quebrados. O orgasmo não é cura apenas para as mulheres!

 

 Por Prem Prabhu