Sobre a Yoni (vagina)

 

 

Postado em 21 de abril de 2018

 


Yoni é uma palavra do Sânscrito que significa "passagem divina", "lugar de nascimento", "fonte de vida", "templo sagrado", "portal de luz" e ainda o órgão sexual feminino. Por tratarmos no Tantra a vagina como Yoni, é possível que se tenha uma ideia da grande sacralidade que enxergamos no órgão sexual da mulher e, consequentemente, o grande respeito e a grande veneração que temos por ele.

 



Existem muitas polêmicas, quando terapeutas tântricos defendem que as mulheres não conhecem de fato seus órgãos sexuais e as maravilhas que eles podem fazer por elas nas suas existências. Realmente o conhecimento das mulheres sobre suas Yonis, na média, está muito limitado e voltado para parte externa, ou seja, basicamente o clitóris (pela sua função de prazer), os grandes e os pequenos lábios. Só que existem muitos pontos externos que podem ser trabalhados e que também são desconhecidos.

A questão é que, quando se adentra à parte interna, até mesmo este conhecimento básico sobre o físico da Yoni fica ainda menor, considerando o todo dela. Como exemplos básicos, podem ser mencionadas a própria parte interna do clitóris e as glândulas de Bartholin, de Skene e de Grafenberg.

Um exemplo prático desse conhecimento limitado sobre a parte interna da Yoni (incluindo os homens) pode ser encontrado no que comumente é chamado de preliminar ao sexo. Os homens introduzem os dedos nas vaginas para substituir seus pênis, de forma tensa, com movimentos de entra e sai bruscos, quando, na verdade, deveriam massagear as yonis, com o corpo, ombros, braço, mãos e dedos bem relaxados, para sentir cada ponto que está sendo tocado. O homem faz e a mulher aceita que seja assim.

Para quem está no Tantra, principalmente para quem aplica a massagem tântrica, a Yoni vai muito além da parte física, pois nela está contida a energia, a força e a vitalidade feminina, por onde a vida flui. Por isso, foi desenvolvida uma massagem exclusiva para ela, um momento sagrado.

Como órgão sagrado no corpo da mulher, é importante ter em mente que existe sim uma memória importante a partir da Yoni. Memórias boas e ruins. O mesmo com as energias, existindo as boas e as ruins, que também ficam nela registradas. Tudo vai depender de como a mulher trata a sua Yoni.

A criação repressiva que as mulheres têm, até hoje, não as estimulam a conhecer suas Yonis com a profundidade necessária. Com efeito, existe uma desconexão e um descompasso entre corpo, mente, Yoni e alma. A massagem, dentro de um processo que não se resume a uma mera sessão, busca levar às mulheres até esta integração total, visando um grande equilíbrio, tornando-as uma unidade divina absoluta. É quando o prazer de expande pelo todo e não mais concentrado na genitália.

A falta de conexão da Yoni com a mente, por exemplo, traz muitas questões negativas às mulheres. Como exemplos, podemos mencionar: muitos conflitos internos, dúvidas acerca da sexualidade, baixa autoestima, pouca autoconfiança, feminino adormecido e seus desdobramentos, baixa criatividade, dificuldades em relação ao sexo, anorgasmias ou níveis de orgasmos limitados, fingimento de orgasmos, submissão aos desejos masculinos, promiscuidade, questões de saúde, stress, ansiedade, dentre outros.

A Yoni é enorme, grandiosa e sagrada. Por isso, todas as mulheres devem ter muito amor pelas suas vaginas. Amor verdadeiro. Amor divino. Infelizmente, a criação repressora não trouxe este entendimento, nem as mulheres e nem aos homens. Não é só um entendimento físico. É um entendimento espiritual também. É um entendimento do todo, uma totalidade. Não podem existir oposições e rejeições entre uma mulher e a sua Yoni.

A Yoni é sim um portal de ampliação da autoconsciência, do autoconhecimento e da autoaceitação que, uma vez integrada ao corpo, a mente e a alma, é capaz de transformar e elevar a vida e uma mulher à patamares inimagináveis.

Então, aqui vai um conselho para as mulheres: cuidem muito bem das suas Yonis. Tratem-nas com devido respeito e façam com que, quem for ter contato com elas, também tenha muito respeito. Aos homens, eu indico prestarem atenção em tudo que aqui foi mencionado.

Por fim, afirmo que os grandes resultados que as mulheres conseguem obter com a massagem tântrica têm origem na sacralidade com a qual são tratadas (como Deusas), no respeito e na devoção, que se expandem às suas Yonis.

Mais textos virão sobre a Yoni. A ideia é tratar cada ponto da forma mais detalhada possível.

Observação: este texto trata da maioria e sabemos que existem as exceções, mesmo que pouquíssimas. O conteúdo tem como base o conhecimento prático de quem trabalha a massagem tântrica, ou seja, aquilo que se constata no dia a dia.

 

Por Prem Prabhu