Perguntas frequentes
 

 

Aqui estão as 33 perguntas feitas com mais frequência e suas respectivas respostas. É muito simples navegar nesta página. Basta clicar  na pergunta e ler a resposta. Depois, retorne ao menu de perguntas.

 

Caso sua dúvida não esteja aqui, sinta-se totalmente a vontade para fazê-la. Basta enviar mensagem para meu WhatsApp

 

 

1) Quanto tempo dura a sessão da massagem?
 
2) Quantas sessões eu preciso fazer?
 
3) Qual o intervalo ideal entre as sessões?
 
4) Existe acompanhamento da paciente após a massagem?

5) Existe algum preparo especial para o dia da sessão?
 
6) Nunca tive orgasmos. A massagem resolve este problema?
 
7) Na massagem, tem penetração?
 
8) Se eu não me sentir a vontade, posso desistir da massagem antes ou, até mesmo, durante a sessão?
 
9) Você promove cursos?
 
10) Uma amiga que experimentou a massagem disse que é melhor eu viver a experiência com uma terapeuta mulher, porque eu vou ficar mais a vontade. Isso procede?
 
11) A ansiedade pode atrapalhar a massagem?
 
12) Posso levar meu marido, noivo, ou namorado para assistir a sessão?
 
13) Sou comprometida e acho que me sentiria mal em receber a massagem. Pensar assim é normal? Devo contar para meu companheiro?
 
14) Posso receber a massagem no período menstrual?
 
15) Sou gestante. Posso receber a massagem?
 
16) Quero experimentar a massagem apenas pelo orgasmo. Estou errada?
 
17) Terei orgasmos múltiplos na primeira sessão? Terei orgasmos múltiplos dando continuidade?
 
18) Como posso ter certeza se vou gostar da massagem?
 
19) Se eu quiser apenas experimentar a massagem e não dar continuidade, existe algum problema?
 
20) Você trabalha com um formato de massagem para quem apenas deseja experimentá-la?
 
21) Vídeos da internet são bons para aprender sobre a massagem?
 
22) Qual o nível de discrição que você mantém em relação às suas pacientes?
 
23) Você trabalha com outros tipos de massagens?
 
24) Se eu preferir ser atendida em domicílio, preciso preparar algo especial?
 
25) As mulheres ejaculam, tal como vejo nos filmes?
 
26) Li coisas maravilhosas sobre a massagem. Sentirei todos esses resultados na primeira sessão?
 
27) Acho estranho você ser um terapeura e não viver disso. Você acha isso normal?
 
28) Vejo certas diferenças entre a sua massagem e a de outros. Por que existem diferenças? Não deveriam ser iguais?
 
29) Existe alguma restrição de idade para receber a massagem?
 
30) Se a pessoa tiver algum problema de saúde, como ela deve proceder?
 
31) Minha psicóloga me indicou a massagem tântrica. Você se importaria em conversar com ela e conduzir a massagem do jeito que ela determinar?
 
32) Não consigo chegar ao orgasmo durante a penetração. A culpa é minha? Eu tenho algum problema?

 

33) Eu posso pedir para que meu orgasmo seja estimulado na posição que eu mais gosto ou que consigo atingir o prazer?

 

 

 

 

1) Quanto tempo dura a sessão da massagem?

 
A sessão dura entre 2 horas e 2h30, em média, e só de massagem. Porém, de acordo com a necessidade de cada paciente, pode chegar até 3 horas, ou mais. O tempo não importa e eu não trabalho olhando para o relógio. O que importa é o bem estar da pessoa. Trabalho para que as mulheres terminem as sessões em estado infinitamente melhor do que chegaram. E é nessa esteira de pensamento e prática que tenho grandes alegrias com este meu trabalho.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

 

2) Quantas sessões eu preciso fazer?


Antes da primeira sessão, faço contato com a paciente para "quebrar o gelo inicial", conversar e entender as motivações que a fizeram querer receber a massagem.

 

No dia da sessão, assim que a paciente chega ao local, tornamos a conversar. De acordo com os objetivos da paciente, e uma avaliação caso a caso, as sessões vão sendo marcadas. Não gosto de determinar as quantidades de sessões, até porque, incentivo a paciente a levar os elementos da massagem para suas casas, para suas rotinas. Entendo que a evolução da paciente, por ela mesma, será  determinante também. Trata-se, portanto, de uma conclusão conjunta e consciente que tomo com a participação de cada uma delas.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

3) Qual o intervalo ideal entre as sessões?


Eu defendo que, no início, o intervalo ideal entre as sessões seja de 15 em 15 dias ou, no máximo, de 20 em 20 dias. De acordo com a evolução de cada paciente, os intervalos tendem a aumentar. Para exemplificar, tenho pacientes que fizerem 6 sessões de 15 em 15 dias, depois passaram para sessões mensais durante um certo período, evoluindo para trimestrais e hoje recebem a massagem de 6 em 6 meses. Tudo dependerá da evolução e da satisfação dos objetivos que cada uma tem. Não acho legal prender as pacientes a mim. Quero que elas se expandam e caminhem com as próprias pernas.

Para questões que envolvem anorgasmia total, por exemplo, de acordo com cada paciente, incialmente, podem ser sugeridas sessões semanais. Seja como for, tudo deve ser visto caso a caso.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

4) Existe acompanhamento da paciente após a massagem?


No meu caso, a resposta é sim, se a pessoa quiser e permitir. No dia seguinte da sessão, busco saber como passou o restante do dia, como foi a noite de sono e como passou o dia seguinte. Peço que ela descreva tudo que sentiu e está sentindo. No quinto dia, a contar do dia da sessão, torno a perguntar como ela se sentiu nos dias posteriores, que descreva todas as sensações e que me diga suas percepções. Este acompanhamento é feito em todas as sessões e eu busco anotar tudo que a paciente me passa. Esta etapa do trabalho é muito importante para determinar a quantidade de sessões e ter a verdadeira medida da evolução de cada paciente.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

5) Existe algum preparo especial para o dia da sessão?


Não. A única coisa que peço é que se evite excesso de líquido no dia da sessão e que, uma hora antes do horário marcado, a paciente não faça ingestão de líquidos, molhando apenas a boca, se sentir ressecamento. A restrição de liquido é solicitada, porque a massagem é altamente relaxante e a sessão é bem longa e pode dar vontade de urinar, o que atrapalha a concentração da paciente, vez que ela terá que levantar para ir ao banheiro. No mais, peço também que a decisão da paciente no sentido de experimentar a massagem seja consciente.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

6) Nunca tive orgasmos. A massagem resolve este problema?


Em primeiro lugar, gostaria de destacar que não trato a anorgasmia como um problema, mas sim, como uma questão importantíssima que precisa de respostas. Para maiores esclarecimentos, acesse os textos que estão publicados no site (Anorgasmia; Anorgasmia II; Anorgasmia III e Anorgasmia IV). A massagem se mostra muito eficiente no sentido de oferecer excelentes respostas para a ausências de orgasmos e dificuldades em tê-los.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

7) Na massagem, tem penetração?


A proposta da minha massagem é o prazer sexual, usando o poder do orgasmo como meio, tratando da sexualidade com muita profundidade. A massagem envolve repiração, calmaria, meditação, que são importante para a autodescoberta, ampliação de autoconsciência, autoconhecimento e autoaceitação. Indico que leia as explicações sobre a massagem, clicando aqui.

 

Meu atendimento oferece total liberdade para as mulheres e para mim, com muito carinho, principalmente amor e consentimento, sendo certo que á única coisa que não haverá, como nunca houve, é a penetração. Não haverá, não por uma questão de ser certo ou errado, mas sim, porque, não será bom para quem estarei atendendo e para mim. O prazer não está vinculado à penetração, mas sim aos estímulos mais sutis, que é justamente aquilo que as pessoas não estão habituadas e que a massagem e seus toques podem proporcionar.

 

A massagem requer liberdade total, com a paciente totalmente a vontade para fezer o que desejar. Não existe o peso do certo ou errado; do proibido ou não proibico. Existe sim aquilo que é bom ou ruim. Certamente, não seria bom para mim, muito menos para a paciente, uma relação que envolva penetração, porque existiria uma troca muito profunda de energias, em que informações de um ficaria no outro.

 

No site tem artigos que falo da energias sexual, nossa energia principal; enrgia que nos move. Por respeito às energias sexuais; por uma questão de bem tratá-la, vez que a elevação é um dos objetos da massagem, não seria bom ter penetração. A energia sexual, quando mal tratada, não é inofensiva.

 

O importante são os estímulos. Uma relação envolvendo penetração com a paciente afastaria totalmente esse objetivo. Portanto, não há penetranção, mas sim estímulos consentidos, em total liberdade.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

8) Se eu não me sentir a vontade, posso desistir da massagem antes ou, até  mesmo, durante a sessão?


Situações assim já aconteceram comigo por 6 vezes em todos esses anos. São raríssimas, mas podem acontecer e é perfeitamente compreensível. Então, a resposta para a pergunta é: claro que pode desistir e é claro que eu vou parar. Ninguém é obrigado a continuar algo que não seja de sua vontade. Se a paciente não quer ou não está preparada para viver a experiência, de nada adianta forçar barra. Aliás, se eu conseguir perceber que a paciente não está preparada, eu mesmo proponho que a massagem seja interrompida. Isso ocorreu recentemente, em novembro de 2018 e foi a quinta vez das situações que me referi, acima.

 

A massagem tântrica precisa de consentimento para acontecer. Seus melhores resultados são obtidos com as mulheres livres, leves e soltas, ou seja, conscientes do que estão fazendo.

 

Eu dou tanto valor a esta parte, que nem a consciência pesada por gastar dinheiro a pessoa terá se optar por parar. Leia mais sobre esta parte aqui, pois faz parte do contexto do meu trabalho.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

9) Você promove cursos?

 

Não promovo cursos, workshops ou imersões por total falta de tempo. Devido à falta de tempo, busco focar apenas na massagem e em prestar auxílio às minhas pacientes.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

10) Uma amiga que experimentou a massagem disse que é melhor eu viver a experiência com uma terapeuta mulher, porque eu vou ficar mais a vontade. Isso procede?


A primeira pergunta que você deve fazer é: Sua amiga recebeu a massagem também de um terapeuta homem para traçar este parâmetro? Se a resposta dela for não, afirmo que o aconselhamento que ela te deu, de cara, não deve ser levado em conta.
Existem ainda outros aspectos importantes que devem ser levados em consideração durante sua reflexão: Você é igual a sua amiga? Vocês têm os mesmíssimos gostos? O que foi bom para ela, será bom para você? Veja que todos nós temos o incrível dom de sermos únicos. Nesses anos com terapeuta, já vi casos como este não funcionarem bem, com diversas pacientes que não gostaram da experiência de serem tocadas por outras mulheres. Da mesma forma, já vi casos em que tudo correu bem. O que quero dizer é que você terá que viver a experiência para saber suas respostas. A dica objetiva e, portanto direta, que posso dar para ajudar na sua reflexão é a seguinte: Ouça seu interior e tome a sua decisão. Tenha segurança e personalidade suficientes para decidir por si. Ouvir as experiências alheias é bom, mas, até um determinado limite. A decisão tem que ser sua.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

11) A ansiedade pode atrapalhar a massagem?


Sim, mas só se for excessiva. A ansiedade é algo natural, principalmente para as pacientes que experimentam a massagem. Sempre digo para minhas pacientes não criarem excessos de expectativas, deixarem as coisas fluírem com naturalidade, para chegarem no dia da sessão bem tranquilas. O excesso de ansiedade faz com que a paciente queira determinar os acontecimentos da massagem e isso, consequentemente, pode atrapalhar os níveis de concentração, de meditação e autoconexão.
Seja como for, a ansiedade pode, perfeitamente, ser diluída por meio do processo respiratório, tal como explicado na pagina inicial.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

12) Posso levar meu marido, noivo, ou namorado para assistir a sessão?


Não. No local de atendimento ficam apenas a paciente e o terapeuta. Não existe a menor hipótese de ter uma terceira pessoa no local, pois atrapalharia todo aproveitamento da massagem pela paciente. A massagem requer concentração máxima da paciente nela mesma. Requer autoconexão. A massagem é uma viagem ao interior da paciente.
Contudo, se você sente a necessidade de levar seu parceiro à sessão e ele está de acordo, entendo que é o momento de buscarem a massagem tântrica para casais, as vivências, para que os dois possam ter essa experiência incrível, juntos.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

13) Sou comprometida e acho que me sentiria mal em receber a massagem. Pensar assim é normal? Devo contar para meu companheiro?


Sim, é normal. Porém, apesar ser normal, não posso dizer que é uma forma correta de pensar. Esse tipo de pensamento vem à sua mente, porque a sexualidade feminina sempre foi oprimida pela sociedade, com tabus e paradigmas impostos com toda força pelo modelo de criação patriarcal que temos, poluido por questões religiosas. Esse pensamento faz parte de um grande inconsciente coletivo feminino.

Você precisa entender que não está indo fazer sexo. Você está indo tratar da sua sexualidade, da sua elevação por meio do prazer. Você está indo em direção às suas autodescobertas, ampliação de autoconsciência e autoconhecimento. Você está indo em busca da felicidade.
Eu produzo diversos textos com o objetivo dissociar a massagem do sexo. Essa dissociação é importante e deve fazer parte do processo decisório consciente de experimentar a massagem. Essa consciência deve carregar o entendimento de que a massagem é algo para melhorar sua vida e inclusive sua a vida a dois. Lembre-se que felicidade e plenitude são transmitidas aos parceiros.
Se você está encarando a massagem como uma espécie de relação extraconjugal, como algo proibido, digo que ainda não é o momento de experimentá-la.

Quanto a contar ou não para seu companheiro, entendo que esta deva ser uma decisão sua. Não posso e não quero interferir nesta decisão. Se voce sente que tem abertura para tal, vá em frente. Mas, normalmente os homens não reagem bem. Falo por experiência.

Por fim, vale aqui uma reflexão: Se a massagem despertou algo em você, é porque seu âmago está precisando dela, ou seja, você está precisando dela.

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

14) Posso receber a massagem no período menstrual?


Pode sim. Indico a leitura do texto de minha autoria, Menstruação e massagem tântrica combinam muito, pois ele é muito esclarecedor.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

15) Sou gestante. Posso receber a massagem?


A massagem para gestantes é maravilhosa, com resultados e prazeres intensos e incríveis, ou seja, é perfeita em todos os sentidos, ainda mais em um momento que, quase que por regra, torna-se delicado na sexualidade feminina, quando não deveria ser. Eu sempre digo que não podemos deixar a sexualidade entrar em baixa, pois isso traz desdobramentos que nos afetam em tudo na vida.   

 

No entanto, preciso dizer que atendo apenas gestantes com mais três meses e que sempre aconselho uma boa conversa com sua mádica ou médico, principalmente se a grevidez for classificada delicada.

 

Se voce está com mais de três meses de gravidez e está tudo bem, pode vir que será maravilhoso.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

16) Quero experimentar a massagem apenas pelo orgasmo. Estou errada?


De forma alguma você está errada, pois o Tantra pressupõe liberdade total em sua existência e isso envolver liberdade pensamentos, decisões e ações. Cada paciente tem seu propósito e isso deve ser respeitado por que é nobre. No entanto, como sou terapeuta, diria para você se aprofundar mais em tudo que a massagem pode proporcionar para sua vida e tentar focar no todo e não em partes. Isso, com certeza, retirará suas ansiedades excessivas, permitindo que a massagem flua com naturalidade, sem que você queira determinar os acontecimentos. O orgasmo e as energias dele representam apenas um dos elementos importantes da massagem. Existem outros elementos tão importantes quanto, que não devem ser desconsiderados por você. Indico que leia alguns textos que estão publicados aqui no site.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

17) Terei orgasmos múltiplos na primeira sessão? Terei orgasmos múltiplos dando continuidade?


Sou um terapeuta que não trato ilusões. Já tive pacientes que conseguiram obter orgasmos múltiplos na primeira sessão? Sim, já tive e foram diversas. Já tive pacientes que não conseguiram obter orgasmos múltiplos na primeira sessão? Sim, também já tive.
Praticamente todas as pacientes que não conseguiram obter os múltiplos, no mínimo, obtiveram na primeira sessão o orgasmo próprio da massagem, que é totalmente diferenciado do usual obtido durante a relação sexual, fato que, por si só, é sensacional. O orgasmo da massagem se apresenta em uma espécie de corrente elétrica intensa e variante, muito mais prolongado e, portanto, mais prazeroso.
Não é possível para o terapeuta prever quando o orgasmo múltiplo virá, ou se ele virá. Existe todo um trabalho a ser feito adequado a cada paciente. As mulheres, principalmente, têm se mostrado muito ansiosas em relação aos orgasmos múltiplos e se esquecem que são seres humanos e não robôs. Algumas relataram ter experimentado a massagem e se decepcionado. Já afirmei diversas vezes que os acontecimentos da massagem não podem ser determinados por ninguém. Muitas vezes, antes daquilo que se quer, existem sentimentos e emoções que precisam via à tona e serem liberados. Tudo tem seu tempo e é necessário querer e saber evoluir com a massagem, dando continuidade às sessões.
Não culpo as mulheres pela ansiedade em relação aos orgasmos múltiplos. Culpo a venda do orgasmo como produto para atrair clientes e não pacientes. A internet, lamentavelmente, está cheia de informações equivocadas.

Lembre-se sempre: as autodescobertas, a ampliação da autoconsciência, o autoconhecimento, o aumento das sensibilidades, a elevação da autoestima, dentre outros elementos importantes, não estão atrelados aos orgasmos múltiplos, mas sim, ao todo da massagem, que permite um olhar incomparável para o seu EU interior.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

18) Como posso ter certeza se vou gostar da massagem?


Esse tipo de certeza que você busca, só virá quando experimentar. Não tem como ser diferente. E digo que existe sim o risco de você não gostar, pois nada na vida é 100% e não tenho a pretensão de que a massagem, muito menos o meu trabalho, sejam diferentes desse princípio.

No entanto, uma coisa é certa, se a sua decisão de experimentar a massagem for consciente, as chances de seu âmago lhe fornecer essas respostas serão muito grandes. Por si só, a massagem é maravilhosa.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

19) Se eu quiser apenas experimentar a massagem e não dar continuidade, existe algum problema?


De forma alguma! Experimentar a Massagem, por si só, é um enorme e importante passo para se libertar de tabus e paradigmas. Na primeira sessão, você pode sentir sensações e emoções deliciosas e maravilhosas e testar uma viagem incrível do seu interior.
No entanto, preciso falar uma coisa: dependendo das questões que você precise de respostas, afirmo que você não terá, em apenas uma sessão, os mesmos resultados das pacientes que se propuseram a dar continuidade, independente das questões que precisam ser respondidas, independente de seus objetivos.
Eu sempre digo às pacientes para deixarem os acontecimentos fluírem. Então, venha para a primeira sessão, viva esta experiência e, apenas depois, decida como quer conduzir seus rumos dali em diante.
Defendo um diálogo muito aberto com as pacientes, para que elas tenham totais condições de decidir, conscientemente, sobre a continuidade. Sinta-se livre para fazer suas escolhas! O Tantra pressupõe total liberdade, com responsabilidade. Você exerce seu livre arbítrio, sabendo que os resultados serão de sua responsabilidade.
Após experimentar a massagem, tenho certeza que você terá totais condições de tomar a melhor decisão.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

20) Você trabalha com um formato de massagem para quem apenas deseja experimentá-la?


Não. Este formato de massagem experimental não existe no contexto de uma terapêutica séria. Existe um trabalho a ser feito, com pilares a serem respeitados. Para maiores esclarecimentos, indico a leitura do texto "Não existe um modelo de massagem tântrica para quem deseja, simplesmente, experimentá-la".

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

21) Vídeos da internet são bons para aprender sobre a massagem?


Veja bem: dependerá muito do vídeo e do site que você o encontrou. A imensa maioria dos vídeos sobre a massagem tântrica que encontramos na internet tem viés comrcial ou está em sites pornôs e, infelizmente, muitos deles não refletem o que é a massagem.

 

Estes vídeos tendem a atrair clientela ou conduzir o foco para o lado do sexo e são ali colocados pela indústria da pornografia. Eu já assisti diversos vídeos e digo que 90% estão totalmente fora de contexto com a massagem. Afirmo, com segurança, que a massagem tântrica é muito mais intensa e prazerosa. A massagem proporciona muito mais prazer e, principalmente, faz com que você tenha prazer em ser quem você é.

 

Outra questão em relação aos videos que são divulgados, especialmente aqueles com a masssagem real, é que ali estão pacientes que já realizaram diversas sessões e já estão despertas para tudo que a massagem proporcionar. Assim, se eu filmasse a massagem com uma paciente que está na décima sessão, certamente seria um video que impressionaria. 

 

Eu gosto de escrever e estimular que as pessoas façam seus proprios videos, usando sua imaginação e criatividade.  A fixação das informações daquilo que se lê tem maior profundidade. A questão é que as pessoas querem tudo mastigado, pois sempre estão com pressa para tudo, sem tempo para nada.

 

Nada substitui uma boa leitura. Peno assim!

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

22) Qual o nível de discrição que você mantém em relação às suas pacientes?


Discrição total. Apenas faço contato com elas pelo(s) canal(is) que elas definem e permitem (Facebook/Messenger, WhatsApp, telefone, ou e-mail).
Se encontro minhas pacientes em algum lugar, sequer falo com elas.
Prefiro manter esta linha de conduta, pois vem dando muito certo ao longo de todos esses anos e, além disso, praticamente todas preferem que seja assim. Clique na opção "Discrição Absoluta" e leia mais sobre este tema de grande relevãncia.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

23) Você trabalha com outros tipos de massagens?

Não. Trabalho apenas com a massagem tântrica, mantendo meu foco.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

24) Se eu preferir ser atendida em domicílio, preciso preparar algo especial?


Nada de especial. Apenas peço para que o ambiente da massagem tenha ar condicionado, ou que seja muito bem ventilado; que seja silencioso; que no local estejam você e eu apenas e; que tenha local para eu tomar banho e me trocar.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

25) As mulheres ejaculam, tal como vejo nos filmes?

O assunto é um tanto quanto controverso, mas, sim, as mulheres estão aptas a ejacular, desde que sejam estimuladas corretamente nas glândulas de Skene e glândulas parauretrais. Pelos relatos que recebi, trata-se de uma sensação muito gostosa, mas que não interfere na intensidade do orgasmo.
Nem todas as mulheres ejaculam com a mesma intensidade. A ejaculação pode não ocorrer de uma hora para outra e, quando acontece, não significa que virá sempre. Também é importante dizer que a ejaculação feminina requer um processo, ou seja, continuidade das sessões.
A massagem yoni tem se mostrado muito eficiente em despertar a ejaculação feminina, porque trabalha todos os detalhes do órgão sexual, permitindo sensações incríveis.
A ejaculação feminina é muito confundida com o excesso de lubrificação. Porém, é um fenômeno totalmente distinto e só acontece durante o ápice. A ejaculação feminina assemelha-se muito ao ato de fazer xixi e, ao contrario da lubrificação, a consistência do liquido expelido é aquosa. Este é um dos motivos que peço para as pacientes não ingerirem líquidos 1 hora e meia antes da sessão, justamente para poderem perceber a diferença e se soltarem.
Ao contrário da lubrificação vaginal, o fluído da ejaculação feminina tem uma consistência aquosa, é transparente e tem cheiro diferente.
Infelizmente, os filmes pornôs criam exageros e distorções fazendo crer que a ejaculação feminina de destaca por aqueles jatos enormes. A coisa não é bem assim.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

26) Li coisas maravilhosas sobre a massagem. Sentirei todos esses resultados na primeira sessão?


A massagem tântrica está inserida em um contexto totalmente processual e, como tal, precisa de continuidade. A primeira sessão pode trazer vários resultados, assim como pode trazer apenas alguns pontuais. De certo, você sentirá melhoras significativas.
Tudo faz parte de um processo. Não será em uma sessão de 2 horas a 2 horas e meia, em média, que todas as questões serão respondidas. Afinal, estamos tratando da sexualidade de uma vida inteira, que precisa ser reprogramada; de perspectivas que serão alteradas.
Mente e corpo precisam de preparo para adquirir o condicionamento necessário, de forma que se obtenha os resultados desejados. Infelizmente, as pessoas estão muito ansiosas. Querem tudo na hora.
Trabalho de forma realista. Acredito muito na massagem tântrica, pois já vi e vivi seus resultados.
É necessário carregar o entendimento de que parte dos resultados que a massagem tântrica obterá, dependem muito do estado da paciente e de como ela conduzirá a sua vida em relação à massagem. Digo para minhas pacientes que elas precisam ter paciência com elas mesmas.
Ressalto que não estou retirando a minha responsabilidade como terapeuta. Sei como conduzir o trabalho, mas preciso sim da contribuição da paciente. Preciso que ela entenda que tudo faz parte sim de um processo e que deve existir entrega da parte dela. Uma entrega dela para ela mesma.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

27) Acho estranho você ser um terapeura e não viver disso. Você acha isso normal?


Bem, eu entendo que tudo aquilo que fuja aos padrões cause certa, ou muita estranheza às pessoas. Afinal, somos educados a vida inteira para viver dentro de determinados padrões. Portanto, encaro eventuais desconfianças com muita naturalidade e, definitivamente, isso não me incomoda.
Se eu me preocupasse com os padrões, com paradigmas e tabús, não poderia ser um terapeura tântrico, pois dissolver tudo isso, é justamente o que faço no dia a dia, principalmente, em relação à própria massagem.
Sendo bem direto (diferente de ser grosseiro), estou preocupado em fazer bem feito o meu trabalho e poder propagar a Massagem Tântrica de forma correta. Não tenho tempo para outras preocupações, principalmente, em pedir que as pessoas acreditarem em mim e nas minhas intenções. Leia mais sobre este tema clicando em "Contatos e Informações".

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

28) Vejo certas diferenças entre a sua massagem e a de outros. Por que existem diferenças? Não deveriam ser iguais?


Se você perceber bem, poucos são os terpeutas que abrem ao público como funcionam seus trabalhos, tal como fiz aqui no site. Eu faço isso com muita tranquilidade. Então, isso, por si só, já cria dificuldades em se fazer comparações.
Mas, essas diferenças de metodologia são naturais. Cada um trabalha sob um foco e, ao contrário de alguns terapeutas, não gosto de falar que o meu método e melhor que do outro. Eu tenho minha metodologia de trabalho, dentro do que aprendi. Inseri elementos que julgo importantes, mas mantive os pilares do meu aprendizado. Acredito no meu trabalho!
Pesa o fato de que a massagem tântrica é uma massagem alternativa e, com efeito, isso implica em liberdade de trabalhar e criar e, consequentemente, diferenças surgirão sempre. Nada pode ser fechado. As coisas precisam evoluir.

No mais, acredito que, independente do método, todos os trabalhos sérios conduzirão às pacientes aos seus caminhos de felicidade.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

29) Existe alguma restrição de idade para receber a massagem?


Atendo apenas pacientes acima de 18 anos, por respeito à lei e por entender que é uma idade em que a maturidade já permite que a paciente aceite a melhor a massagem. Sendo maior de 18, não imponho limites de idade, sempre observando que, se existir algum problema de saude, o médico deve ser consultado. Já atendi pacientes com mais 68 anos e tudo transcorreu muito bem, tendo ela transitado pelas diversas sensações e emoções que a massagem pode proporcionar.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

30) Se a pessoa tiver algum problema de saúde, como ela deve proceder?


Eu não cobro atestado médico, até porque, as pessoas podem não mencionar eventuais problemas. É impossível ter este controle. Entendo que a pessoa que tenha algum problema de saúde, cardíaco, de pressão ou respiratório, por exemplo, até por uma questão de responsabilidade, deva buscar seu médico e conversar com ele. Exceto em casos de gestantes (vide pergunta nº 15), ainda não tive pessoas cujos médicos reprovaram a massagem tântrica. Mas, tudo na vida tem uma primeira vez e entendo que devemos sempre respeitar as opiniões dos nossos médicos.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

31) Minha psicóloga me indicou a massagem tântrica. Você se importaria em conversar com ela e conduzir a massagem do jeito que ela determinar?

Não tenho o menor problema em conversar com a sua psicóloga. Será um prazer ouvir o que ela tenha a me dizer sobre seu caso. De certo, buscarei atendê-la no que for possível, já que é uma profissional qualificada que está conduzindo seu tratamento. Porém, você precisa compreender que, se o pedido dela for comprometer o desenvolvimento da massagem, não será atendido. Ela conhece o trabalho dela e eu o meu. Já atendi pacientes indicadas por psicólogas e sempre chegamos formatos de trabalhos que ofereceram resultados positivos às pacientes.

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

32) Não consigo chegar ao orgasmo durante a penetração. A culpa é minha? Eu tenho algum problema?

 

Não, a culpa não é sua. Indico a leitura destes dois textos clicando nos links abaixo, pois esles são bem esclarecedores:

 

 

(Texto 1)

 

(Texto 2)

 

 

Voltar ao menu de perguntas

 

 

33) Eu posso pedir para que meu orgasmo seja estimulado na posição que eu mais gosto ou que consigo atingir o prazer?

 

Claro que pode, aliás, deve! Mas, tenho que dizer que este pedido será atendido somente após a massagem; após passarmos por todas as etapas. O objetivo da massagem, dentre tantos, também é o de quebrar limitações, como esta que você descreve na pergunta, ou seja, orgasmo limitado à determinadas posições.

Tal como mencionei nas explicações sobre a massagem (clique aqui), o foco da minha massagem é o orgasmo e seus benefícios cientificamente comprovados. Estes benefícios, podem ser lidos nos relatos das mulheres que atendi (clique aqui).

 

Meu trabalho é realizado com amor e isso requer absoluta liberdade. Então, esteja livre para falar pu pedir o que desejar.

 

 

Voltar ao menu de perguntas